Desafio Atlas: ouvir os pica-paus

By jdomingues fevereiro 27, 2020
Pica-pau-malhado. Foto: Ximo Galarza (CC BY-NC-SA 2.0)

Pica-pau-malhado. Foto: Ximo Galarza (CC BY-NC-SA 2.0)

O inverno e início da primavera são as melhores alturas do ano para descobrir os territórios dos pica-paus e recolher evidências da sua reprodução. Quando as zonas arborizadas ainda não estão repletas de cantos dos passeriformes reprodutores, é frequente escutarem-se as poderosas vocalizações dos pica-paus, atarefados a delimitar os seus territórios. Para além da voz, os pica-paus também usam o tamborilar para delimitar os seus territórios, e cada espécie tamborila de uma forma característica.

O pica-pau-malhado e o pica-pau-galego são as espécies que mais frequentemente tamborilam. O peto-real fá-lo mais raramente, enquanto o torcicolo não tamborila de todo.

Com o avançar da primavera, decresce o nível de atividade sonora dos pica-paus. Por esta razão, é mais fácil descobrir o seu território e recolher evidências da sua reprodução nos meses iniciais do ano.

Assim, lançamos o desafio: sempre que escutar ou observar um pica-pau a vocalizar ou tamborilar, registe essa observação aqui no PortugalAves eBird, acompanhada do código de nidificação relevante. Ao fazê-lo estará a contribuir para o III Atlas das Aves Nidificantes em Portugal , ajudando a fazer o levantamento completo da distribuição e abundância das aves reprodutoras em todo o território nacional.

Obrigado pelo seu contributo!

 

 

Mais informação:

> Oiça o tamborilar de um pica-pau-malhado e o tamborilar de um pica-pau-galego

> Como participar no III Atlas das Aves Nidificantes em Portugal

Share