Censo Nacional de Coruja-do-nabal

By halonso Dezembro 15, 2021
Short-eared Owl Asio flammeus

O Grupo de Trabalho sobre Aves Noturnas (GTAN) está a organizar um Censo Nacional de Coruja-do-nabal Asio flammeus, que irá decorrer entre este mês de dezembro e janeiro de 2022. O objetivo deste censo é o reunir informação atualizada sobre esta espécie, a única espécie do grupo das corujas e mochos (Strigiformes) que não nidifica no nosso território, razão pela qual existe a necessidade de recolher dados através de um censo dirigido no período de inverno.

A coruja-do-nabal é uma espécie migradora de longa-distância e que tem uma distribuição cosmopolita. Em Portugal, ocorre sobretudo fora do período reprodutor, quer durante os períodos de passagem migratória, quer durante o inverno, onde pode ser facilmente observada, por exemplo, nos principais estuários, e sobretudo no centro e sul do país. Não sendo uma espécie comum no território nacional, a sua abundância pode variar bastante de ano para ano, estando muito relacionada com abundância de micromamíferos. A concentração de alguns indivíduos em locais de dormida é também frequente.

A primeira oportunidade para participarem neste censo é já no próximo fim-de-semana (17-19 dezembro), entre a tarde de sexta-feira e a noite de domingo. Em janeiro haverá um segundo período de contagens, no fim-de-semana de 14 a 16 de janeiro. Para participar, basta entrar em contacto com os coordenadores deste censo nabalportugal@gmail.com ou diretamente com o GTAN gtan.spea@gmail.com.

As contagens deste censo irão incidir sobre os habitats preferenciais da espécie, tais como, arrozais, salinas, sapais, dunas cobertas de mato, pauis, ou margens de lagoas costeiras, bem como margens de albufeiras, pastagens e mesmo montados abertos no interior do país. A metodologia prevista para o censo inclui pontos de observação e escuta, assim como percursos de automóvel. Mais detalhes sobre a metodologia deste censo podem ser consultados aqui.

Fica o convite a todos os e-birders para participarem neste censo. E não se esqueçam de registar as vossas observações de aves noturnas no PortugalAves!