Notícias e recursos

Desafio eBirder do Mês de Setembro

Buteo vulpinus migrando através do Kuwait. Foto Omar Alshaheen/Macaulay Library

O desafio eBirder desse mês, patrocinado por Carl Zeiss Sports Optics, vai deixar seus olhos e ouvidos treinados para cima. Com a mudança de estação em Setembro, começa uma das melhores épocas do ano para os observadores de aves: as migrações. As movimentações migratórias podem resultar em movimentos de décimos de quilômetros, ou longas jornadas desde o Ártico até os limites dos continentes ao Sul. A parte mais incrível de tudo isso é que você pode testemunhar essas viagens. O eBirder do mês será sorteado dentre aqueles que submeterem 15 ou mais listas completas (sem X) em Setembro contendo pelo menos um código de “Flyover/Sobrevoo“. As listas devem ser de observações feitas durante o mês de setembro, e não serão válidas listas retroativas de outros meses. Os vencedores serão notificados até o dia 10 de outubro.

Em setembro as aves limícolas estão se movimentando no mundo todo, e prestar atenção no que passa voando de manhã cedo pode render a sua lista uma espécie incomum bem longe do habitat que você esperaria. Maçarico-de-bico-direito (Limosa limosa) by Christoph Moning/Macaulay Library.

O desafio eBirder de cada mês terá um critério de seleção diferente. Cada vencedor irá ganhar um binóculo ZEISS Conquest HD 8×42 .

Carl Zeiss Sports Optics é um comprovado líder em ótica esportiva e é o patrocinador oficial de ótica do eBird. “Carl Zeiss acredita fortemente que sendo parceiro do Cornell Lab nós podemos proporcionar significativo apoio para a sua habilidade de realizar seu trabalho de pesquisa, conservação e educação ao redor do mundo”, diz Mike Jensen, Presidente da Carl Zeiss Sports Optics, América do Norte. “O Cornell Lab está fazendo uma diferença para as aves, e desde os mais altos níveis de nossa companhia estamos comprometidos a promover a observação de aves e o trabalho do Laboratório, então há uma grande colaboração. O eBird é um portal verdadeiramente único e sinergético entre o Laboratório e os observadores de aves, e nós somos gratos pela oportunidade de apoiá-los.”