Notícias e recursos

Projeto Aves Endêmicas de Fernando de Noronha

Além das exuberantes belezas naturais, Fernando de Noronha abriga duas espécies de aves endêmicas e ameaçadas de extinção, o sebito (Vireo gracilirostris) e a cocoruta (Elaenia ridleyana). Apesar do status de ameaça, ainda existem lacunas de conhecimentos sobre essas aves, sendo importante realizar estudos sobre sua biologia e ecologia fornecendo informações importantes para a sua conservação.

Com o intuito de conhecer mais sobre essas aves, um grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Ceará e da Universidade Federal do Paraná idealizaram o Projeto Aves Endêmicas de Fernando de Noronha. O projeto objetiva monitorar as populações do sebito e da cocoruta e compreender quais são seus requerimentos ecológicos básicos.

O projeto iniciou em 2016 e se propôs a avaliar a condição corporal e abundância dessas aves em duas áreas. Os resultados mostraram que a cocoruta e o sebito eram mais abundantes e tinham melhor condição corporal em áreas com maior qualidade de habitat. O que indica a necessidade de gerir adequadamente as áreas da ilha, mantendo-as preservadas, uma vez que se essas aves forem extintas de Noronha, estarão sendo extintas do mundo. Quer saber mais? Acompanha o trabalho da equipe pelo Instagram através da hashtag  @endemicasfn.

Juliana Rechetelo e Cecilia Licarião – Projeto Aves Endêmicas de Fernando de Noronha