Notícias e recursos

Novas animações do eBird por hemisfério

Novo STEM Andorinha-de-bando: modelo de distribuição por hemisfério.

Todas as vezes que saímos para passarinhar e submetemos uma lista no eBird, tiramos uma pequena “foto” da ocorrência de aves em tempo e espaço. A grande visão do eBird é juntar todas essas “fotos” em uma tapeçaria global de ocorrência de espécies. Esse esforço compartilhado começa a revelar as complexas relações entre as aves e os ambientes, e conforme as estações mudam, como as aves se movimentam ao redor do planeta em ciclos de dispersão e migração. Com isso em mente, estamos muito animados em compartilhar nossos modelos STEM 2017, que são produtos de diversos anos de refinamentos e melhoramentos dos clássicos mapas de ocorrência do eBird. STEM (Modelos Exploratórios Espaço-temporais, em português) são modelos de distribuições de espécies que foram desenvolvidos especificamente para dados do eBird por estatísticos e pesquisadores do Cornell Lab of Ornithology.
Os dados do eBird são inerentemente desiguais, com esforços concentrados ao redor de cidades, parques e reservas conhecidos, e até mesmo durante algumas épocas do ano. Esses modelos levam em conta não apenas variabilidade em esforço e hora do dia, mas também variações temporais e espaciais com o objetivo de fazer previsões através dos continentes e ao longo do ano. Lançado pela primeira vez em 2009, os modelos STEM vêm sendo utilizados desde então em inúmeros papers e relatórios, incluindo o mais recente State of the Birds Report, de 2016.

Nossos modelos STEM de 2017 tem um grande número de melhoramentos, sendo que os mais notáveis são: 1) cobertura do hemisfério ocidental; 2) modelos de previsão de abundância, ao invés de ocorrência ou frequência (por isso contar aves é importante!); 3) previsões de ocorrência de aves em uma escala menor do que antes (anteriormente 30 km, e agora 8 km), permitindo mapas mais detalhados; 4) uso de novas técnicas estatísticas para mitigar efeitos  de super-extrapolação.

Cada pixel nesses modelos fornece uma previsão específica para o número esperado de indivíduos que você pode esperar encontrar em uma dada localidade se você observou aves por 1 hora às 7h cobrindo 1 km de distância.

Esses modelos utilizam os seus dados do eBird, então nós agradecemos a você por todas as suas listas completas e tentativas de contar ou estimar as espécies que você observou. Todas as suas submissões de dados têm valor.

Estamos lançando os novos modelos STEM com uma das espécies mais amplamente distribuídas, a andorinha-de-bando (Hirundo rustica). Acrescentaremos novos modelos ao longo das próximas semanas – veja todos os modelos STEM ao passo que eles são adicionados.